UNICAMP pára terça para discutir as Cotas. Movimentos iniciam hoje com shows

O Conselho Universitário da UNICAMP irá discutir nesta terça, 30/5 às 9h, a adoção de cotas étnico”raciais” no vestibular e em todos os seus programas de admissão. O STU (Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp) decidiu em Assembléia paralisar as atividades em prol da discussão. Mas devem parar parcialmente apenas as faculdades de Humanas (IEL, IFCH, FE, IE e IA). Por isso, o Núcleo de Consciência Negra da Unicamp, junto com STU Adunicamp e diversos  movimentos que lutam pelas cotas, organizaram um festival de arte que começa hoje, 29/5, com apresentação de rappers, capoeira no Ciclo Básico, do Urucungos  e da cantora Preta Rara no Teatro de Arena e debates. (veja arte abaixo) e mais informações abaixofesta cotas

 

A discussão foi decidida como resultado das negociações com os alunos grevistas que ocuparam a reitoria ano passado. A reitoria criou um GT (grupo de trabalho) em 2016 e foram feitos tres debates que resultaram em um documento propondo a adoção de cotas ao CONSU. O documento foi discutido em cada faculdade da Unicamp e agora  volta ao Conselho.

A proposta majoritária é do CONSU criar um novo GT para discutir oficialmente uma proposta de implementação progressiva das cotas étnico-raciais, complementada por critérios adicionais em substituição aos atuais programas existentes. O GT elaborará um relatório com proposta concreta sobre o tema, que será novamente debatido nas unidades e órgãos , antes de seguir para decisão final do Consu, provavelmente em novembro deste ano. “Teremos cerca de seis meses para aprofundar a reflexão sobre essa questão e buscar o melhor modelo possível”, analisa o reitor Marcelo Knobel.

A questão é difícil, pois a maioria dos integrantes e professores são contrários à adoção de cotas por cor da pele, embora sejam favoráveis à politicas de inclusão de estudantes de classes mais baixas, com poucas possibilidades de um estudo de alta qualidade exigido pela universidade. O CONSU está dividido em basicamente 3 grupos: Enquanto uma minoria é totalmente contra as cotas – por considerar que irá reduzir o nível de excelência dos alunos ou por considerar que cotas raciais reforçam e fortalecem o racismo, a maioria é favorável à manutenção de politicas já existentes como o programa PAAIS (Programa de Ação Afirmativa para Inclusão Social) que cria bonus nas notas para estudantes de escolas públicas, e o ProFIS (Programa de Formação interdisciplinar Superior),  onde os “melhores” estudantes ainda não formados no ensino médio de Campinas são escolhidos e cursam 2 anos e  ao terminar o ProFIS, o aluno pode ingressar diretamente em um dos cursos de graduação da Universidade sem precisar fazer o Vestibular.

Para o  coordenador do Núcleo de Consciencia Negra e diretor do STU ,  Teófilo Reis, “Trata-se de um momento muito importante na história da universidade a democratização do acesso é pauta antiga, que o STU defende de longa data, inclusive como resolução de congresso.” Reis diz que é fundamental que os defensores das cotas incorporem-se à mobilização, participando do festival que começa hoje e na concentração em frente à Reitoria terça, 30/5, a partir das 7h.

Anúncios

Sobre jornaldebarao

um jornal a serviço de Barão Geraldo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Amprovic

Associação de Moradores e Proprietários Village Campinas

Extraterrestres

Não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual, somos seres espirituais vivendo uma experiência humana

CAMPINAS EM FOCO

Cultuarei fatos históricos de Campinas através de imagens, textos e eventos relevantes para a nossa cidade. Sejam bem-vindos, assim como as contribuições que queiram enviar. E-mail: lcs.camargo23@gmail.com

The Barão Herald

O jornal que Barão merece.

PIBID HISTÓRIA UEPB - Campus I

Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência.

JORNAL de BARÃO

jornaldebaraogeraldo@gmail.com

Compulsões

Partilho do que conheço para que outros aproveitem como já aproveitei

homofobiamata.wordpress.com/

Quem a homotransfobia matou hoje?

Centro Cultural Casarão Campinas

Blog sobre eventos e acontecimentos no Centro Cultural Casarão em Barão Geraldo

%d blogueiros gostam disto: