“Poéticas da Vila” abre 4ª Oficina

Estão abertas as inscrições para 4º a oficina do Poéticas da Vila do Matula Teatro e do Boa Companhia 11112897_1622487051362892_5866993603341583606_n
Agora são as “Poéticas do corpo” uma oficina prática de ação cênica e performática pelos mapas traçados da Vila Santa Isabel“
O mínistrante será Flavio Rabelo (do grupo Cambar Coletivo)

O Poeticas da Vila é um projeto  contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC) do Estado de São Paulo – Território das Artes,
Será nos dias 3 a 5 de julho próxima sexta (das 18 às 22h), e sábado e domingo (das 9 às 18h)
É preciso fazer inscrições através do email: poeticasdavila@gmail.com

(solicitamos colocar no título do e-mail: “inscrição oficina performance”)
Mais informações pelo site:www.grupomatulateatro.com ouwww.boacompanhia.art.br

VEJAM UM VIDEO DO PROJETO

11224914_374992456028316_6341823816708889398_o

4ª Oficina “Poéticas do corpo: Oficina prática de ação cênica e performática pelos mapas traçados da Vila Santa Isabel

Ministrante: Flavio Rabelo (Cambar Coletivo)
Dias: sexta 03 de julho (18 às 22h), sábado e domingo (9 às 18h)

Como os traçados das ruas reverberam num corpo? E se as histórias de vida que estão do lado de dentro do portão atravessassem a rua e movessem meus passos, como numa dança? Entre duas paradas de ônibus, quantos pensamentos podem caber? E se a calçada, o asfalto e o muro fossem feitos de uma outra matéria? E Se essa rua, e se essa rua fosse minha?

O objetivo dessa oficina é unir os elementos/materiais/experiências das oficinas anteriores oferecidas pelo Projeto Poéticas da Vila (A literatura, as artes visuais e a Música) e, a partir desses materiais reorganizar em programa(s) performativos (individuais e/ou coletivos) que serão executados no domingo, ultimo dia da oficina, pelas ruas da Vila Santa Isabel.

Inscrições através do email: poeticasdavila@gmail.com (colocar no titulo do e-mail inscrição oficina performance).

* Não é necessário ter participado das oficinas anteriores.

O PROJETO

Os Grupos Boa Companhia e Matula Teatro foram contemplados pelo Programa de Ação Cultural (PROAC) TERRITÓRIO DAS ARTES, com o projeto POÉTICO DA VILA.

Esse projeto prevê residências artísticas, oficinas e encontros que irão acontecer na sede dos grupos, na Vila Santa Isabel, em Barão Geraldo, Campinas (SP) e pelas ruas da própria Vila, de abril a novembro, do outono até a primavera.

Para a residência artística serão selecionados 10 participantes, que tomarão parte em oficinas e trabalho de criação, passeando por diversas linguagens artísticas – literatura, artes plásticas, música e performance. Como forma de interação dessas linguagens, os residentes irão, pouco a pouco desenhando um mapa desse passeio.

A ideia da qual nasce esse projeto, é de que a arte pode estar em qualquer lugar, e que uma das formas de se encontrar com ela é… passear pelas ruas. Por essa razão, batizamos os 10 residentes de peripatéticos. Peripatético é aquele que aprende passeando, em movimento, como fazia Aristóteles. Ambulante, que deriva e devaneia. É aquele que aprende e inventa na simplicidade do dia-a-dia. Passeando se podem descobrir as pequenas belezas, as epifanias do simples, os deuses das pequenas coisas.

Como o projeto prevê uma interação com a vida da vila, cada oficina, de cada linguagem artística, será aberta aos moradores, vizinhos e interessados. Porém, aos residentes – os peripatéticos – caberá ir tecendo a trama que une cada linguagem artística ao mapa da vila. Para isso, no período entre as oficinas, os 10 peripatéticos irão passear pelas ruas da vila, conversando com os antigos e novos moradores, colhendo histórias, pequenos objetos, fragmentos de memória, lembranças de músicas, descobrindo lugares especiais, olhando com um novo olhar os lugares corriqueiros. Assim como correm as estações do ano e as coisas todas se transformam, os peripatéticos irão, no decorrer do projeto, re-encantando a vila, como por exemplo, uma nova cor sobre o asfalto cinzento, uma nova forma surgindo atrás de um poste de luz, um poema escrito na calçada a partir de uma memória, lembrança de uma antiga canção cantada em serenata e o que mais for surgindo das conversas com os orientadores do projeto e das oficinas.

Nosso desejo é transformar o material colhido na vila, por meio de cada linguagem artística, para depois devolvê-lo para a vila de diferentes formas, dependendo de como cada oficina invente seus jeitos próprios de trabalhar. Nesse momento “entre-oficinas”, os peripatéticos terão a orientação da BOA COMPANHIA E DO MATULA TEATRO.

E as oficinas?

As oficinas, além da participação dos dez residentes, serão abertas aos moradores da vila e outras pessoas interessadas. Cada oficina terá a duração de três dias, sempre as sextas, sábados e domingo, sendo uma por mês, nos meses de abril, maio, junho e julho.

A ideia é fazer com que cada participante das oficinas amplie seu conhecimento sobre a peculiaridade de cada linguagem artística, se re-encantando com a palavra, por meio da literatura, com as cores, formas e texturas, por meio das artes visuais, com os sons e com a própria voz, por meio da música e, que por meio da performance, amplie sua percepção sobre a ação poética, sobre a ação testemunhada. Todas as linguagens buscarão desenvolver a percepção sobre as coisas simples, sobre as pequenas belezas do cotidiano, do que está perto, ao alcance da mão… para que a beleza, não seja um privilégio, mas um bem comum, um bem sem dono. E um bem, que faz bem!

E depois?

No segundo semestre, os PERIPATÉTICOS, BOA COMPANHIA E O MATULA TEATRO, alimentados pelo que aprenderam, realizarão três ações cênicas coletivas: passeios guiados no ônibus que faz a linha pela Vila, um pic-nic cênico na praça, e um passeio pela orla da fazenda, dedicado aos bichos e as crianças. E claro, uma festa de encerramento no equinócio da primavera– porque todo renascer merece uma celebração!

E para participar disso tudo?

Para participar pontualmente das oficinas, você poderá se inscrever separadamente em cada uma delas, uma semana antes do início de cada uma.

Equipe do Projeto (coordenação/orientação e oficinas)

coordenação/orientação: Boa Companhia e Matula Teatro

http://grupomatulateatro.com/poeticas-da-vila/

Anúncios

Sobre jornaldebarao

um jornal a serviço de Barão Geraldo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Amprovic

Associação de Moradores e Proprietários Village Campinas

Extraterrestres

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres - Volte Sempre

CAMPINAS NOSTÁLGICA

Cultuarei fatos históricos de Campinas através de imagens, textos e eventos relevantes para a nossa cidade. Sejam bem-vindos, assim como as contribuições que queiram enviar. E-mail: lcs.camargo23@gmail.com

The Barão Herald

O jornal que Barão merece.

PIBID HISTÓRIA UEPB - Campus I

Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência.

JORNALDEBARÃO

jornaldebaraogeraldo@gmail.com

Compulsões

Partilho do que conheço para que outros aproveitem como já aproveitei

homofobiamata.wordpress.com/

G.G.B. - 37 ANOS ::: BANCO DE DADOS

Centro Cultural Casarão

a Casa de Cultura de Barão Geraldo

%d blogueiros gostam disto: