Hoje e amanhã Casarão apresenta duas peças gratuitas

foto_1_1 circo teatroIntegrantes de quatro companhias de teatro de Barão Geraldo se uniram para apresentar duas comédias circenses hoje e amanhã às 20h no Centro Cultural Casarão. Ésio Magalhães do Barracão Teatro, Thiago Sales do do Circo Caramba, Fernanda Jannuzzelli da Dupla Cia, os integrantes da Família Burg (Hugo Burg Cacilhas, Ivens Burg Cacilhas e Joana Piza) e  Rodrigo Mallet e Vitor Poltronieri da da Los Circo Los. A iniciativa, que ainda contemplará turnê por outras cidades da região (Americana, Cosmópolis e Hortolândia) durante o ano, foi contemplada pelo edital 2014 do ProAc na categoria Montagem e Temporada de Espetáculo de Circo. (uma pena não se apresentarem em Paulinia). A direção é do ator principal, o Palhaço Tubinho, ou José Amilton França Jr. que nasceu em família circense e “trás no sangue a polivalência dos artistas de picadeiro”.

A temporada começa hoje com “O Morto Que Não Morreu, chanchada tradicional dos picadeiros. que mostra  os desesperos de uma palhaça que se vê obrigada a compactuar com a morte ‘de mentirinha’ do patrão. E ao contrário do que normalmente se vê no picadeiro – o palhaço como protagonista –, a releitura do coletivo traz uma “palhaça” como protagonista. “É uma renovação da tradição. Ao mesmo tempo em que bebemos na fonte tradicional, estamos nos reinventando.”, explica Fernanda Jannuzzelli, que revezará a figura central da Palhaça com a atriz Joana Piza, da Família Burg.Fernanda Januzzelli

O Machão”  Sexta 29/5

E amanhã  o Casarão apresenta “O Machão“, que segundo os artistas conduz a plateia às desventuras de um Palhaço obrigado a viver na barra da saia da mulher, que faz questão de controlar todos os passos do marido. “Ele é todo submisso e ela é uma megera. Para piorar a situação, chega o amigo do Palhaço, que é todo ‘baladeiro’, apesar de também ser casado. Juntos, os dois arquitetam um plano para cair na gandaia. A partir disso, cria-se todo um quiproquó”, resume Ivens Burg Cacilhas, da Família Burg, que alternará o papel de protagonista com Ésio Magalhães, do Barracão Teatro.

Segundo o Palhaço Tubinho o essencial de ambas as peças são cenas com o cômico central (palhaço), o galã, o escada (segundo cômico), a ingênua, o vilão, a megera…  “ E os quiprocós entre eles. Outro detalhe que me agradam muito. . São sempre histórias familiares em que essas personagens vão se entrelaçando por meio de confusões”, destaca o diretor. Segundo ele ambas as peças de circo teatro é mais voltado para o publico de classes mais baixas que dificilmente viram uma peça teatral e se viram foi “circo teatro”.

O centro Cultural Casarão fica no bairro Terras do Barão Rua: Maria Sampaio Reginato, s/n, Km  15 da estrada da Rhodia e da entrada da Rhodia  13085-608 Fone 3287-6800

(ws com informações e fotos da divulgação) 1_o_mach__o_circo_teatro_cr__dito__fabianozacarias__2_-4006121

Anúncios

Sobre jornaldebarao

um jornal a serviço de Barão Geraldo

  1. Por favor, onde é que fica o Centro Cultural Casarão?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Amprovic

Associação de Moradores e Proprietários Village Campinas

Extraterrestres

Seja bem vindo ao Site Extraterrestres - Volte Sempre

CAMPINAS DE OUTRORA

Cultuarei fatos históricos de Campinas através de imagens, textos e eventos relevantes para a nossa cidade. Sejam bem-vindos, assim como as contribuições que queiram enviar. E-mail: lcs.camargo23@gmail.com

The Barão Herald

O jornal que Barão merece.

PIBID HISTÓRIA UEPB - Campus I

Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência.

JORNALDEBARÃO

jornaldebaraogeraldo@gmail.com

Compulsões

Partilho do que conheço para que outros aproveitem como já aproveitei

QUEM A HOMOTRANSFOBIA MATOU HOJE ?

G.G.B. - 37 ANOS ::: BANCO DE DADOS

Centro Cultural Casarão

a Casa de Cultura de Barão Geraldo

%d blogueiros gostam disto: